Ortografia – Novas regras

A ortografia é uma norma, uma convenção ou acordo social, que unifica a forma escrita das palavras e permite que os leitores continuem lendo-as conforme seus dialetos variados. A convenção que unifica a escrita das palavras em Língua Portuguesa exige algum esforço para ser compreendida.

O português, sexta língua mais falada do mundo segundo o livro The Ethnologue: languages of the world, é apontado como um dos idiomas mais difíceis de serem aprendidos e escritos por pessoas não nativas.




Sendo analisado a carência da padronização e facilitação da escrita entre as principais nações que adotam o português como língua oficial, foi assinado em 1990 o Novo Acordo Ortográfico que ordena a redação das palavras e a torna uma só em todos esses países.

O novo acordo ortográfico também criou pequenas mudanças em nosso alfabeto e tornou mais simples a regra para o uso das letras maiúsculas fora da primeira palavra da frase. Mesmo sendo pontos mais pequenos e não por não mudarem tanto as regras que já conhecíamos, ainda sim tem muita importância para a unificação da nossa língua portuguesa.

Resultado de imagem para livros

Mudanças na ortografia:

Principais mudanças: Alterações na forma de acentuar palavras com ditongos abertos e que sejam hiatos; Fim do trema; Fim dos acentos diferenciais; A pedagogia estuda muito sobre isso. Fim dos acentos circunflexos nos hiatos; Inclusão das letras w, k e y ao alfabeto; Mudanças para acentos tônicos de I e U; Uso do hífen.

A seguir você encontra um guia rápido sobre as alterações da nova ortografia! Comece a estudar se prepare para as próximas provas.

Hífen:

O hífen é um sinal de gráfico mal colocado na língua portuguesa e foi por isso que o Novo Acordo tentou estruturar seu uso com regras que simplificam a sua utilização. Veja como ficou:

As palavras que são formadas pela metodologia de prefixação, só se usa o hífen quando:

  • A segunda parte começa com h: super-homem, subhumano;
  • O prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa com a mesma vogal: micro-ondas, auto-observação;
  • O prefixo é circum- ou pan- e a segunda parte começa com vogal, h, m ou n: circum-mediterrâneo, pan-helenismo, pan-americano.
  • O prefixo é pré-, pró-, pós-: pré-fabricado, pós-graduação, pró-reitor;

Acentuação:

1-  O trema não será mais utilizado.

2- Não se utiliza mais o acento circunflexo nas duplas OO e EE:

As palavras como enjôo, vôo, lêem e crêem agora são escritas como enjoo, voo, leem e creem.

3-  Os ditongos abertos ÉI e ÓI das palavras paroxítonas não serão mais acentuados:

As palavras como: idéia, platéia, paranóico e jibóia agora serão escritas como: ideia, plateia, paranoico e jiboia.

4-  Quando precedidos de ditongo, nas palavras paroxítonas, o acento agudo no I e no U tônico não serão usados:

As palavras como: feiúra e baiúca agora são escritas assim: feiura e baiuca.

5-  Não serão mais acentuados as formas verbais do U tônico precedido de G ou Q e seguido de E ou I:

As palavras como: averigúe e apazigúe agora são escritas como averigue e apazigue.

6-  O acento agudo ou circunflexo usado para diferenciar as palavras paroxítonas que são homógrafas não existem mais, ou seja, agora deixam de se diferenciar pelo acento:

  • para (verbo parar);
  • para (preposição);
  • polo;
  • pelas;
  • pelo (flexão de pelar);
  • pela (substantivo e flexão do verbo pelar);
  • pelo (substantivo);
  • pera (substantivo, fruta);
  • pelo (substantivo);
  • pera (substantivo, fruta);
  • pera (substantivo arcaico, pedra, e pera, preposição arcaica).

As letras K,Y,W como ficam?

O uso obrigatório das letras maiúsculas sofreu uma leve alteração, veja como ficou:

  • Às siglas;
  • A nomes de festas;
  • À designação dos pontos cardeais;
  • Às letras iniciais de abreviaturas;
  • A nomes próprios de pessoas, lugares, instituições e seres mitológicos;
  • E aos títulos de periódicos (jornais).

Deixou de ser obrigatório a utilização da inicial maiúscula em nomes que definem áreas do saber como: português, Português; Também nos títulos: Doutor, doutor Silva; Santo, santo Antônio; E nas categorias de logradouros públicos: Rua, Rua do Sorriso; De templos: Igreja, igreja do Bonfim  e edifícios: Edifício, edifício Paulista.

Espero que essas simples dicas que te mostramos aqui possa te dar um norte do tipo de regras foram modificadas e como isso pode te ajudar a escrever melhor, já que teve várias alterações buscando a simplificação.